domingo, 5 de agosto de 2012

Portable Jecripe (Jogo de Estímulo a Crianças com Síndrome de Down em Idade Pré-Escolar) PT-BR [ULTRA EXCLUSIVO] (Reupado)

Outro game que merece destaque, e também é digno de aplausos por sua contribuição social, é o Jecripe (Jogo de Estímulo a Crianças com Síndrome de Down em Idade Pré-Escolar), dirigido André Brandão. O jogo também foi feito nos laboratórios de computação da UFF e financiado com recursos da Secretaria de Cultura do Rio, no mesmo edital de 2008. Ele foi desenvolvido em 2009 e levou 10 meses para ficar pronto.

Segundo André, diretor executivo do Jecripe, este é o primeiro jogo voltado inteiramente para crianças portadoras da Síndrome de Down. Ele ainda acrescenta que falta no mercado jogos que estimulem de forma correta e eficaz crianças portadoras de necessidades especiais e que esse foi um dos motivos do desenvolvimento deste game.

“Normalmente, para se fazer o estímulo nessas crianças especiais, ao invés de utilizar um jogo, são utilizadas diversas atividades específicas de diversos jogos tradicionais. Isso causa, em crianças que passam por terapia de incentivo ao estímulo, uma interrupção muito grande na proposta de atividades que abranjam totalmente as necessidades de crianças com Síndrome de Down. identificado isso, nós vimos a necessidade da criação de um jogo completo que tenha atividades planejadas de acordo com a necessidade específica da criança”, explica André.

O diretor do Jecripe teve uma grande ajuda no desenvolvimento dos métodos a serem aplicados no jogo. Tratando-se de um game com fins educacionais e, mais especificamente, na área médica, nada melhor (e indispensável) que contar com a colaboração de especialistas na área. Neste caso, o desenvolvedor recorreu a própria mãe, que é fonoaudióloga, e já utiliza jogos computacionais para incentivar o estímulo dos sentidos em crianças com necessidades especiais. E, segundo André, foi justamente ela que ajudou a identificar essa carência de jogos voltados para esse fim.

O jogo ajuda a promover um primeiro contato entre a criança e o computador através de estímulos. Primeiro a criança é estimulada, por meio de uma atividade, a apenas movimentar o mouse, sem clique. Da segunda parte em diante, ela é incentivada a mover o mouse e a clicar e assim por diante.

Cada nova atividade é pré-requisito da antecessora e podem ser uma brincadeira na casa de bolhas, brincar de imitação, dentre outras. Duas coisas muito importantes: todo o jogo é narrado, já que se supõe que nessa faixa etária pré-escolar a criança ainda não saiba ler direito. Outro ponto interessante é que os personagens do jogo também têm Síndrome de Down. Para André, “isso permite uma maior imersão, uma maior identificação do jogador. Consequentemente, isso pode melhorar os resultados finais”.

André deixa claro que a ideia é colher os resultados obtidos com o Jecripe e aperfeiçoá-lo no futuro. “Nós pretendemos divulgar o jogo até para podermos no futuro inserir mais atividades, com mais estímulos e mais personagens. O outro objetivo é consolidar pesquisas nessa área. Nós ainda temos certa carência em pesquisa multidisciplinar envolvendo profissionais de computação, pedagogia, psico-pedagogia, psicologas, profissionais entre outros”.

Portable Jecripe PT-BR:
"BAIXOU?GOSTOU?ENTÃO COMENTA,NÃO CUSTA NADA!"

Imagens do Jogo:

Video do Jogo:

Obs: Game compativel com o Windows 7.
Versão Descompactada: 210 MBVersão Portable:127 MB! :)

3 comentários :

  1. Adorei este post! É muito difícil encontrar downloads de jogos direcionados à crianças em idade pré-escolar, e principalmente especiais. Gostaria de encontrar mais iniciativas como esta, pois, como toda criança, elas se sentem atraídas pelo uso do computador e conseguir agregar valor, fazer do uso mais do que diversão, como ferramenta de desenvolvimento é muito útil. GRATA! Ótima semana!

    Att.

    Aline

    ResponderExcluir
  2. Tem como fazer funcionar no windows 8?

    ResponderExcluir
  3. Que ideia legal! Muito bom você se preocupar com esta causa!

    ResponderExcluir